"Um caminho que se percorre não com pernas, mas com coração. E onde o único desafio que vale, é percorrê-lo por inteiro."


quinta-feira, 24 de julho de 2008

De repende 18...

Faltando pouquíssimo tempo para o dia 7 de Agosto, e instantaneamente serei adulta.
Não que eu acredite muito nisso, afinal, acho difícil que eu, um ser humano de alta capacidade confusa consiga realmente um dia ''ser adulta'' e agir como tal.
Olhar pro calendário e ver que os 18 anos finalmente chegaram não é fácil! Na verdade é muito mais difícil do que as pessoas mostram ou pensam.
Afinal, sua infância, sua escola, o tempo em que tinham pessoas legalmente responsáveis por você acabou! E vejam bem, isso é realmente uma coisa importante que não deve passar em branco! ! Agora se você beber até cair e roubar um carro não vai ter pais para se responsabilizar por você! Não que eu ache que um dia chegaria a roubar um carro por motivos alcoólicos, mas a sensação de que eu poderia fazer se quisesse e meus pais seriam os responsáveis legais acabou! Na verdade mesmo, eu nem tenho certeza de que nesse caso específico os pais seriam responsáveis, talvez eu pergunte a algum estudante de direito mais tarde...
Mas o que eu quero dizer: as pessoas não dão, ou pelo menos não demonstram dar o devido valor para seus respectivos aniversários de 18 anos... E quando eu digo valor, não me refiro a festas e comemorações, não! Nada disso! Aliás nunca gostei de comemorar meu aniversário... Mas dar valor ao fato de que não é mais um bebê e isso acabou, já foi, nunca voltará!
Poxa... Eu me lembro que há não muito tempo atrás, cerca de uns 4 anos, tudo o que eu queria na vida era ter 18! Naquele tempo, pra mim ter dezoito anos parecia a solução óbvia e instantânea para todos os meus problemas... Eu ficava pensando, como eu estarei aos 18? Afinal, não é segredo pra ninguém que me conheça á alguns anos que eu sou praticamente a ''Metamorfose Ambulante'' (obrigada Raul!)! Mas agora, olhando pra trás parece muito óbvio que era esse o caminho que eu iria seguir. O Caminho entre Panos, se é que posso chamá-lo assim. Não vejo hoje uma maneira de ter tomado outras decisões ou outros caminhos na vida que construi até agora. Tenho minhas dúvidas e medos, mas no geral estou feliz com a decisões que tomei! E me parece impossível ter tomado outras!
Algumas pessoas me disseram que não é motivo de desespero ou deprê, de ficar olhando pra trás e vendo tudo que já passou e que não poderá voltar... Mas é motivo de alegria! E sim! Várias pessoas enxergam como um finalmente! Liberdade! Sexo, drogas e Rock'n'roll! E tem um ''Q'' de verdade nisso realmente... É bom olhar pra frente e ver que é o agora. Finalmente chegou. A hora de você tomar decisões, e guiar seu futuro, e lutar por ele! Mas é exatamente essa luta! Acabou o esquema ''escola, cinema, clube e televisão'' (obrigada Renato Russo)! Começa agora a cobrança! Sim! Grande e temida cobrança que assombra os piores pesadelos dos jovens! Emprego, cursinho, faculdade, e principalmente.... GRANA! Você tem que ter a sua!
E aí passamos mais uma vez para a ''deprê''...
18 anos... Vamos pesar os prós e os contras... Motivo de deprê ou de alegria??

Bom, isso é uma prévia resumida da confusão e dos meus pensantes devaneios que enchem a meu crânio e se alojam entupindo meus neurônios.
Na real verdade, não deveria haver tanto motivo para tudo isso... Afinal, é meio estranho uma garota que se emancipou aos 17 anos estar com o que algumas pessoas podem chamar de ''drama''... Aliás, no orkut por exemplo, eu já tenho 18 anos há 4 anos! E sou legalmente responsável já faz 1 ano devido a emancipação. Mas fica a sensação de que isso era de brincadeira, e agora que o calendário mostra o 7 de agosto bem perto, agora sim... Agora é pra valer...

Estava eu ontem abrindo minha agenda no dia do meu aniversário, e olhe só! Encontrei uma mensagem (eu juro que não lembro de ter escrito) de mim para mim mesma! Afinal, eu sabia que quando estivesse chegando perto do meu níver eu não iria resistir a tentação de um gostinho muito simples: abrir o calendário no dia do aniversário! E ali estava escrito em caneta laranja:

'' Feliz Aniversário Lívia! Finalmente você faz 18 anos! =)
Como você estará hoje hein? No mínimo confusa... rs =S ''

Sim, podemos dizer então que o meu eu do passado realmente acertou algo sobre o meu eu do futuro dele, que é o meu eu do presente.

Agora fica uma dúvida...
Poxa, será que esses pensamentos, essas sensações...
Vai se repetir tudo de novo quando eu estiver prestes a fazer 21? =S