"Um caminho que se percorre não com pernas, mas com coração. E onde o único desafio que vale, é percorrê-lo por inteiro."


quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Palavra

Vida.
Fazê-la, vivê-la, senti-la
Entender e mergulhar na sina

Uma lágrima, um riso
Uma verdade de mentira
Nossa estrada perdida
Brincadeira atrevida

Vida.
Entre pessoas e conflitos, laços e sorrisos
Abraços e suspiros, bonecos indecisos

Vida.
A vida exposta, exibida
Realidade distorcida
Aquela que canta, encanta, entristece e anima
Aquela, que enfim, no palco se firma

Retratada, escolhida
Estudada, desenhada e vivida
A vida de se imitar a vida
E viver sempre novas vidas revividas

O ato.
Ar de viver.
Vida correspondida.

Exercício feito com supervisão do diretor Guilherme Santanna, no segundo ano de teatro da Universidade Anhembi Morumbi.

4 comentários:

marcela disse...

Oi Moça!!
Ai cara...sempre que eu venho aki eu saio tão melhor, sempre tem uma foto, um texto ou um poema tão lindo...vida é algo tão difícil de explicar, de definir, de escrever sobre. E vc conseguiu fazer tudo isso lindamente nesses versos. Adorei.
bjos!

Luiza F. Nunes disse...

Como defenir a VIDA? Algo passageiro, mas com atitudes eterna. Algo tão pequeno de ante da grandiozidade do mundo..Como definir?!

Grande beijo =*

Alan Salgueiro disse...

Vida que atua nas nossas vidas!
Vida de passos, rastejos e vôos, aliás, que belo passeio de asa-delta!
Saudades de estar caminhando por estes panos! Beijo, Lívia!

MarTiinhaa disse...

Ola, achei os seus textos mesmo muito bons, todos eles. Apesar de esse tipo de textos nao ser o tipo que mais escrevo, eu amei-os e sou apreciadora deles.

Em relação ao blog, bem eu tenho tres.

(Partes de mim*)
http://teilevonmir.blogspot.com/

(este é onde coloco meus pensamentos.)
http://fundoprofundo.blogspot.com/

( e finalmente: "Em pacotes de quatro" - este blog fala sobre o meu livro, agradeço se poderes comentar este blog.)
http://empacotesdequatro.blogspot.com/


Bjins, fica bem, que Deus te abençoe.