"Um caminho que se percorre não com pernas, mas com coração. E onde o único desafio que vale, é percorrê-lo por inteiro."


quinta-feira, 9 de julho de 2009

Menos um sentido

É um caminho que se percorre as cegas.
Não sei aonde ele irá me levar.
Posso chegar no tudo, ou no nada. É um risco.

Já teve essa sensação?
Já experimentou caminhar com os olhos vendados?
Experimento essa sensação constantemente.

E não há saída.
A gente não pode fazer nada.
Apenas continuar a caminhada.

E você caminha porque tem fé.
Fé e realmente muita vontade de chegar lá.
E Voar.

Enquanto isso basta aproveitar todos os momentos e obstáculos que esse caminho coloca na sua frente.
Encarando todos com coragem, e voltando a andar.
Você não enxerga, mas é capaz de sentir.

Sem nenhuma certeza, só com a sensação.
Você continua e se deixa levar.
Porque você sabe, que no final...

Medo? Claro que sim! E muito!
Mas a graça é encarar esse medo com coragem.
E deixar que a coragem fale por você.

Esse caminho é o seu grande desafio.
E vivê-lo não passa de uma grande aventura.
Afinal, o show deve continuar.



Evoé Baco!

18 comentários:

Euzer Lopes disse...

Vim retribuir sua visita e o que eu encontro?
Uma estudante de teatro que escreveu um texto que me fez encontrar uma outra interpretação, totalmente diferente daquela a que a autora se propôs.
Bastei juntar "caminhar com uma venda nos olhos" com a palavra "fé", encontrada algumas linhas abaixo.
Aí, minha mente viajou (na maionese).
Tem milhões de pessoas na cidade de São Paulo que fazem essa caminhada diariamente.
A falta de fé funciona, para elas, como uma venda nos olhos. Elas nunca sabem para onde vão, nem o que vão encontrar, porque não sabem nem o que buscam.
Pode reparar na próxima vez que sair à rua.

Patrícia Andréa disse...

Ficou bacana;)

Ñ sei se vc viu, mas tô t seguindo no twitter:)

Bjus e tenho um ótimo fds!
Ah, e passa lá no meu blog pq tem post novo;)

Flor com Espinhos disse...

adoreii..é isso, é um risco cada passo, cada olhar marcante...gostei...

Luiza F. Nunes disse...

Que lindo o seu blog *.*
Adorei mesmo!
Posso te linkar?

E quanto ao post,é diferente quando colocamos uma venda nos olhos e começamos a andar[mesmo que seja num espaço que ja conhecemos]... nos primeiros passos nós tropeçamos, cambaleamos e nos sentimos inseguros.Porém aos poucos nos acostumamos e ai pisamos no chão com firmesa, sem medo de cair, conseguimos sentir os objetos e pessoas perto de nós e sentimos uma sensação de liberdade desconhecida.
Enfim, gostei bastante ^^

Grande beijo

http://lufnunes.blogspot.com/

R.Vinicius disse...

Oi.

"Realmente o show precisa continuar." O medo deforma a nossa forma de ver, mas não deve impedir que os passos continuem a seguir.

Belo poema. Abraço,
R.Vinicius

' Láisa ¬¬ disse...

Lindo Lívia! Como sempre, se superando!

Medo do caminho, medo do que tá por vir... ou seria ansiedade? Enfim, me reconheci em cada palavra do seu texto. A única coisa que não podemos fazer, é ficarmos parados!

Caminhar, caminhar, caminhar... Sempre!

Beijos.*

Pobre esponja disse...

Escreva sempre, gata, mande ver na sensibilidade: algo que entre tantos blogs de downloads e sacanagem, ajuda muito a subir o nível da NET.

bjs
Pobre Esponja

fabricio bezerra da guia disse...

não sei se este texto é seu maséle foi legal.gostei inclusive das fotos q o ilustrou

Kelly Christi disse...

Apenas três palavras:

Perto do fogo!

bjitos

Glória disse...

Fico imaginando quem não enxerga de verdade..
Viver de seus outros sentidos pode ser mesmo maravilhoso, mas que bom que podemos caminhar, cair e retirar a venda para nos localizar..

Ñ sei se vc viu, mas estou te seguindo no Twitter! [2] \o/

Ideais e Alucinações disse...

Oi Lívia, obrigada! xD

Eu nem lembro onde peguei o template desse blog, faz tempo já que eu não troco..

Vo te add tbm e te linko lá! ; )

Tchezar disse...

Muito bacana esse poema!
Vou te adicionar nos meus favoritos, ok?

Bjoo

Corba disse...

E lá precisa de ator para as "obras de arte" da teledramaturgia brasileira? É fábrica de sabão em pó, Ratinho quebra o galho...

Alan Salgueiro disse...

Fico pensando sobre quantas pessoas ignoram seus sentidos, ou acabam sentindo com sentidos alheios, não percebendo o poder que cada um deles tem. Essa fé é o que não pode nos deixar, como dizem os Paralamas "a arte é de viver da fé, só não se sabe fé em quê"...
Beijo, Lívia!

meus instantes e momentos disse...

ótimo blog. Gostei daqui.
Maurizio

Ideais e Alucinações disse...

Oi!
Passando rapidinho pra avisar que tem selo p você lá no blog!

=)

Mone disse...

Muito bom, deu até vontade de por uma venda nos olhos pra descobrir até onde iria minha coragem de andar por ai com um sentido a menos :D

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,